É correto adorar a Jesus?

ATRAVÉS dos séculos, muitos da cristandade vêm adorando a Jesus como se ele fosse o Deus Todo-Poderoso. O próprio Jesus, no entanto, dirigiu a atenção e a adoração apenas para Jeová Deus. Por exemplo, instigado a fazer um ato de adoração ao Diabo, Jesus disse: “É a Jeová, teu Deus, que tens de adorar e é somente a ele que tens de prestar serviço sagrado.” (Mateus 4:10) Mais tarde, Jesus ordenou aos seus discípulos: “Não chameis a ninguém na terra de vosso pai, pois um só é o vosso Pai, o Celestial.” — Mateus 23:9.

Jesus descreveu a uma samaritana o tipo de adoração que as pessoas devem prestar a Deus, que deve ser baseada em espírito e verdade. Certamente, “o Pai está procurando a tais para o adorarem”. (João 4:23, 24) Sim, a adoração reverente deve ser expressa somente a Deus. Prestar adoração a algo ou a alguém que não seja Ele seria uma forma de idolatria, condenada tanto nas Escrituras Hebraicas como nas Gregas. — Êxodo 20:4, 5; Gálatas 5:19, 20.

‘Mas’, talvez alguém argumente, ‘a Bíblia não indica que devemos adorar a Jesus também? Não diz Paulo em Hebreus 1:6: “Adorem-no [a Jesus] todos os anjos de Deus”?’ (Trinitariana) Como podemos entender esse versículo à base do que a Bíblia ensina sobre a idolatria?

Adoração e a Bíblia

Temos de entender primeiro o que Paulo queria dizer ali com adoração. Ele usou a palavra grega proskynéo. O Unger’s Bible Dictionary (Dicionário Bíblico de Unger) diz que essa palavra significa literalmente ‘beijar a mão de alguém em símbolo de reverência ou prestar homenagem’. An Expository Dictionary of New Testament Words(Dicionário Expositivo de Palavras do Novo Testamento), de W. E. Vine, comenta que essa palavra “denota um ato de reverência prestado quer ao homem . . . quer a Deus”. Nos tempos bíblicos, proskynéo com freqüência incluía literalmente curvar-se diante de alguém com elevado status social.

Considere a ilustração de Jesus sobre o escravo que não tinha condições de restituir ao seu amo uma quantia grande de dinheiro. Há na parábola uma forma dessa palavra grega que, na tradução da versãoTrinitariana, é dita como “o servo portanto prostrando-se, o adorava [o rei] [forma deproskynéo], dizendo: Senhor, tem paciência comigo, e te pagarei tudo”. (Mateus 18:26; o grifo é nosso.) Esse homem estava cometendo um ato idólatra? De forma alguma! Ele estava apenas demonstrando o tipo de reverência e respeito que era devido ao rei, seu amo e superior.

Atos de homenagem como esse, ou expressões de respeito, eram bem comuns no Oriente dos tempos bíblicos. Jacó curvou-se sete vezes ao encontrar seu irmão, Esaú. (Gênesis 33:3) Os irmãos de José se prostraram diante dele, ou prestaram homenagem a ele, honrando sua posição na corte egípcia. (Gênesis 42:6) Levando em conta esses fatos, podemos entender melhor o que aconteceu quando os astrólogos encontraram o pequeno Jesus, que foi reconhecido por eles como “aquele que nasceu rei dos judeus”. De acordo com o relato da versão Trinitariana, eles ‘prostraram-se e o adoraram [proskynéo]’. — Mateus 2:2, 11.

É óbvio, portanto, que a palavra proskynéo,vertida “adoração” em algumas traduções da Bíblia, não se refere exclusivamente ao tipo de adoração que se deve apenas a Jeová. Pode referir-se também ao respeito e honra demonstrados a outra pessoa. Tentando evitar equívocos, algumas traduções da Bíblia vertem a palavraproskynéo em Hebreus 1:6 como “prostrem-se diante dele” (Tradução Ecumênica), “honrem-no” (The Complete Bible in Modern English), “curvem-se diante dele” (Twentieth Century New Testament), ou “lhe prestem homenagem” (Tradução do Novo Mundo).

Jesus é digno de homenagem

Jesus é digno dessa homenagem? Sem dúvida que sim! Na sua carta aos hebreus, o apóstolo Paulo explica que, como “herdeiro de todas as coisas”, Jesus “assentou-se à direita da Majestade nas alturas”. (Hebreus 1:2-4) Portanto, “no nome de Jesus, se dobre todo joelho dos no céu, e dos na terra, e dos debaixo do chão, e toda língua reconheça abertamente que Jesus Cristo é Senhor, para a glória de Deus, o Pai”. — Filipenses 2:10, 11.

De maneira notável, Cristo vai usar em breve sua posição elevada e o extenso poder de executar o que deseja para transformar a Terra num paraíso global. Sob a orientação de Deus, e em resultado do sacrifício resgatador de Jesus, ele vai livrar o mundo de toda tristeza, dor e sofrimento para o benefício daqueles que se submetem ao seu governo justo. Não é ele, portanto, digno de honra, respeito e obediência? — Salmo 2:12;Isaías 9:6; Lucas 23:43; Revelação (Apocalipse) 21:3, 4.

“Um Deus que exige devoção exclusiva”

A Bíblia deixa bem claro, no entanto, que a adoração — no sentido de reverência e devoção religiosas — deve ser dirigida unicamente a Deus. Moisés o descreveu como “um Deus que exige devoção exclusiva”. Também, a Bíblia nos exorta a ‘adorar Aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas’. — Deuteronômio 4:24; Revelação 14:7.

Jesus certamente ocupa um papel decisivo na adoração verdadeira, digno de honra e respeito. (2 Coríntios 1:20, 21; 1 Timóteo 2:5) Ele é o único caminho por meio do qual conseguimos nos aproximar de Jeová Deus. (João 14:6) Concordemente, os verdadeiros cristãos dirigem de maneira correta a adoração apenas a Jeová Deus, o Todo-Poderoso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s