144.000 – Simbólicas ou Literais ?

“Não temas, ó pequeno rebanho! porque a vosso Pai agradou dar-vos o reino.” Lc 12:32

As religiões da cristandade há muito ensinam que o céu é a recompensa de todos os que agradam a Deus; os outros vão para um inferno de fogo. O que a Bíblia diz é diferente.
A expressão “pequeno rebanho” é significativa, visto que apenas um número limitado de cristãos irá reinar com Cristo no céu.

Quem são o pequeno rebanho?

Numa visão, o apóstolo João viu Jesus com um grupo de ressuscitados no céu. “E ouvi o número dos que foram assinalados com o selo, cento e quarenta e quatro mil de todas as tribos dos filhos de Israel” Ap 7:4. Sempre é costumeiro pessoas dizerem que esse numero é simbólico, será que é realmente isso?

TRIBO SIMBÓLICAS

“ Se a lei chamou deuses àqueles a quem a palavra de Deus foi dirigida (e a Escritura não pode ser anulada)” Jo 10:35. Primeiramente devemos ter isso em mente que “a Escritura não pode ser anulada”.
“E cantavam um cântico novo, dizendo: Digno és de tomar o livro, e de abrir os seus selos; porque foste morto, e com o teu sangue compraste para Deus homens de toda tribo, e língua, e povo e nação, e para o nosso Deus os fizeste reino, e sacerdotes; e eles reinarão sobre a terra” Ap 5:9,10. Os cento e quarenta e quatro mil serão reis e sacerdotes e reinarão a terra, mas não serão apenas Judeus literais, serão pessoas de todas as nações.
Isso tem haver com ‘novo-pacto’ que se tornou necessário que descumpriu a ordem de Jeová conforme Êxodo 19:5,6 (veja também Jeremias 31:31-33).
Isso Indica que agora o povo que formaria uma ‘nação de reis e sacerdotes’ não mais dependeria de sua linhagem de Abraão – Hb 8:6-13; Gál 3:26-29. Então podemos concluir que essas tribos simbolizam o Israel Celestial, o Israel de Deus – Gál 6:16.

Como tudo isso em mente chegamos a conclusão que as doze tribos literais não formariam mais o Reino de ‘reis e sacerdotes’ sendo assim em Apocalipse não pode ser encarada como literais, senão estaríamos “Anulando as Escrituras” e como vimos ela não pode ser anuladas.

144.000 SÃO LITERAIS?

Não há problema nenhum em concluir isso, por que existe evidencias que nos leva a concluir isso.
Primeiro, quando fazemos um contraste com a “grande multidão” (Ap 7:4,9) podemos notar que se caso fosse simbólico, também se usaria outro número simbólico para essa “grande multidão”, por exemplo ‘um pequeno grupo’ e a ‘grande multidão’ assim como Cristo fez ao não ser especifico sobre “pequeno rebanho” e “outras ovelhas” (Lc 12:32; Jo 10:16 ) ou quando ele fez comparação ao reino dos céus em Mateus 22:14.
Segundo, em Apocalipse 6:11 diz que deveria “completar o numero”, assim como o Apóstolo Paulo disse em Romanos 11:12,25,26 fala especificamente de um “pleno numero” de escolhidos ( Compare com Apocalipse 7:3).
Terceiro, Apesar de Apocalipse 7 se referir aos cento e quarenta e quatro mil como procedente de doze tribos, já no capítulo 14 verso 1 ao 4 mostra que são pessoas da “terra” e que foram “compradas dentre a humanidade”, também esses estão “seguindo o cordeiro”, portanto não são mais judeus, são “cristãos”. – Romanos 2:28, 29; 9:6

O fato de os 144.000 terem sido “comprados da terra” indica que o ser humano não foi feito para viver no céu. Seria um direito da raça humana. Mas este não é o caso, razão pela qual Jesus teve de fazer um compra dessa humanidade de 144.000 para estarem com ele no céu.

Daniel 7:13, 14 retrata que “alguém semelhante a um filho de homem” (o Senhor Jesus Cristo) recebe de Jeová Deus “domínio, e dignidade, e um REINO.” Outros textos paralelos atestam isso. (Isaías 9:6, 7; Lucas 1:32, 33; Apocalipse 11:15) Porém, Jesus não irá reinar sozinho. Daniel 7:27 confirma isso, dizendo: “E o reino, e o domínio, e a grandiosidade dos reinos debaixo de todos os céus foram entregues ao povo que são OS SANTOS DO SUPREMO. Seu reino é um reino de duração indefinida e a eles é que servirão e obedecerão TODOS OS DOMÍNIOS.”

Vemos novamente dois grupos distintos: os que governarão (O Senhor Jesus Cristo e os “Santos do Supremo”), e os que serão governados: “todos os domínios”. Estes últimos são mencionados no versículo 14 como sendo “todos os povos, grupos nacionais e línguas”. O primeiro grupo é constituído de Jesus e dos 144.000, ao passo que o segundo grupo são os que usufruirão o Paraíso aqui na Terra. – Salmo 37:9-11, 22, 29, 34.

Fonte: Parte final Apologista da verdade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s