Existe uma única religião verdadeira? Parte 01

Existem milhares de religiões no mundo, cada uma afirmando ser a verdadeira. Se você perguntar a uma pessoa se a religião dela é verdadeira,  escutará um belo  “SIM”, afinal, quem em sã consciência diria andar no caminho largo que leva à destruição? (Mateus 7:13)

Adventistas, católicos, evangélicos em geral, judeus, mórmons, outras religiões e incluindo as Testemunhas de Jeová dizem ser a ÚNICA religião verdadeira que seguem e fazem corretamente o que Deus exige.

Ainda há outro grupo de opiniões, como aqueles que dizem que toda religião é boa, afinal o importante é que se está se achegando a Deus, não importa o caminho. Para esses, quem se diz o “dono da verdade” é egocêntrico, arrogante e “mente fechada”.

Mas, existe realmente uma única verdade? Existe realmente um único modo de se achegar a Deus? Se sim, que caminho é esse? Ou será que Deus aceita todas as religiões, não importando sua doutrina?

denominac3a7c3b5es

Verdades Absolutas

Estamos certos que você leitor concorda que existem coisas que podemos ter certeza. Para exemplificar: se você jogar uma bola pro alto, ela vai cair novamente, devido à lei da gravidade. Se você parar de beber água, uma hora vai morrer, pois ficará desidratado. Você não fica se perguntando se essas leis são verdadeiras para uns, e para outros, não. Elas se aplicam a toda a humanidade e por isso são chamadas de leis universais.

Será que em sentido religioso, encontraremos também verdades absolutas que se aplicam a toda humanidade? Jesus Cristo, um grande instrutor do passado, citou algumas palavras falando a respeito de se encontrar a verdade. Vejamos algumas:

“Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida.” – João 14:6.

“Para isso nasci e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade.” – João 18:37.

“Se permanecerdes na minha palavra, sois realmente meus discípulos, e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” – João 8:31, 32.

“Deus é Espírito, e os que o adoram têm de adorá-lo com espírito e verdade.” – João 4:23, 24.

Jesus tinha certeza que a verdade existia. Em outra ocasião, ele disse essas palavras:

“Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade”. – João 17:17

Não é o objetivo deste artigo considerar a veracidade e autenticidade da bíblia. Creio que todas as religiões que afirmam ser cristãs vêem na bíblia um guia, um mapa a ser seguido e que servem de orientação para suas práticas e principalmente doutrinas. Se alguém tem dúvidas sobre a origem e inspiração da bíblia, sinta-se a vontade para estudá-la e comprovar por si só que a bíblia é realmente um livro de Deus. Mas como já dito, não é o objetivo deste artigo, mas sim analisar se existe hoje alguma religião que realmente possua a verdade bíblica.

A lógica da bíblia

“Entrem pela porta estreita, pois larga é a porta e amplo o caminho que leva à perdição, e são muitos os que entram por ela. Como é estreita a porta, e apertado o caminho que leva à vida! São poucos os que a encontram”. – Mateus 7:13-14

As palavras acima seguem uma lógica tão grande que é muito difícil acreditar como muitas pessoas, que dizem crer na bíblia, possam acreditar que existem vários caminhos que possam levar à Deus.

É matemático isso, por exemplo: se eu não creio que existe vida após a morte, mas outro grupo ensina totalmente o inverso, ou seja, que existe vida após a morte, como podem estar os dois grupos certos? É possível existir duas verdades a respeito desse assunto?

Alguém tem que estar errado nessa história, pessoal. Não é possível que todo mundo esteja dentro do caminho estreito que leva à vida. Se todo mundo possui a verdade, o caminho espaçoso está vazio! Mas se isso fosse verdade, faria de Nosso Senhor Jesus um mentiroso, o que segundo a bíblia é impossível. O que ele disse foi totalmente ao contrário: que apenas um pequeno grupo de pessoas, comparado com a população mundial, é que acharia o caminho da vida.

Novamente Jesus disse: “Como foi nos dias de Noé, assim também será na vinda do Filho do homem”.Mateus 24:37

Jesus não estava se referindo apenas ao sono das pessoas em relação a sua presença, mas também sobre quantidade de pessoas salvas. E isso se harmoniza com a frase dele de apenas poucas pessoas acharem o caminho da vida. Nos dias de Noé, apenas 8 pessoas foram salvas. Novamente agora no tempo do fim, apenas um grupo de pessoas é que possuiriam a verdade bíblica e obedeceriam corretamente os mandamentos de Deus.

Uma única Religião

JESUS deixou claro que algumas formas de adoração não são aceitáveis a Deus. Ele falou de “falsos profetas” e os comparou a uma árvore que produz frutos imprestáveis e “é cortada e lançada no fogo”. Ele também disse: “Nem todo o que me disser: ‘Senhor, Senhor’, entrará no reino dos céus.” — Mateus 7:15-22.

Jesus disse a respeito de alguns que afirmavam segui-lo: “Eu lhes confessarei então:  ‘Nunca os conheci! Afastem-se de mim, vocês que fazem o que é contra a lei!’(Mateus 7:23) Além disso, citando as palavras que Deus havia dito ao Israel apóstata, Jesus disse aos líderes religiosos de seus dias: “É em vão que persistem em adorar-me, porque ensinam por doutrinas os mandados de homens.” — Marcos 7:6, 7.

Fica claro que nem todas as formas de adoração são aprovadas por Deus ou por seu Filho. Assim, nem todas elas são verdadeiras. Significa isso que só existe uma religião que ensina a verdade? Não poderia Deus estar usando algumas religiões, mas rejeitando outras? Ou será que Deus aceita, ou rejeita, a adoração praticada por indivíduos espalhados nas várias religiões, não importando o que elas ensinam?

O apóstolo Paulo foi inspirado por Deus a escrever: “Exorto-vos agora, irmãos, por intermédio do nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que todos faleis de acordo, e que não haja entre vós divisões, mas que estejais aptamente unidos na mesma mente e na mesma maneira de pensar.” (1 Coríntios 1:10) A Bíblia também incentiva os cristãos a ser ‘da mesma mentalidade e a ter o mesmo amor, conjuntados em alma, tendo um só pensamento na mente’. — Filipenses 2:2.

De fato, esse tipo de harmonia resulta em uma só religião. É por isso que a Bíblia diz que há “um só Senhor, uma só fé, um só batismo”. — Efésios 4:4, 5.

O registro histórico da bíblia apoia isso. Deus lidava com a humanidade por apenas um sistema de adoração. Foi assim com Noé, Abraão, Jacó. Mais tarde, através de Moisés, Deus deu leis à antiga nação de Israel, e somente eles eram considerados povo de Deus. Outros indivíduos de outras nações que quisessem adorar o Deus verdadeiro precisavam primeiro abandonar a adoração falsa e então se juntar a Israel na adoração de Jeová Deus.

Mais tarde, depois de Jesus vir à Terra, a adoração verdadeira foi estabelecida com base nos ensinamentos dele, e os propósitos de Deus foram esclarecidos de modo notável. Após algum tempo, os adoradores verdadeiros foram chamados de “cristãos”. (Atos 11:26) Portanto, os judeus que desejassem a aprovação de Deus teriam de deixar sua forma de adoração anterior. Não havia a opção de continuar no judaísmo nem a de adorar de modo individual. Como vimos na Palavra de Deus, os adoradores verdadeiros estavam unidos em “uma só fé”. — Efésios 4:4, 5.

Mas com tantas religiões entre as quais escolher, como identificar a única verdadeira? Isso será analisado no próximo artigo.

Anúncios

Um comentário sobre “Existe uma única religião verdadeira? Parte 01

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s