ENCONTRE JÓIAS ESPIRITUAIS – DEST. DE CÂNTICO DE SALOMÃO 1-8 DA SEMANA DE 28 DE NOVEMBRO A 04 DE DEZEMBRO DE 2016

novembro-2016

ENCONTRE JÓIAS ESPIRITUAIS  DEST. DE  CÂNTICO DE SALOMÃO 1-8

DA SEMANA DE  28 DE NOVEMBRO A 04 DE DEZEMBRO DE 2016

Cân 2:1 — Que qualidades tornaram a jovem sulamita ainda mais bonita? (w15 15/1 pág. 31 par. 13)

A modéstia e humildade e acima de tudo ela amava a Jeová.

A beleza dela era tanta a ponto de chamar a atenção de um rei que na época tinha “sessenta rainhas e oitenta concubinas, e donzelas sem número”. Apesar disso, ela se encarava como “apenas um açafrão da planície costeira” — uma flor comum.

Cân 8:6 — Por que a Bíblia diz que o amor verdadeiro é “a chama de Jah”? (w15 15/1 pág. 29 par. 3; w06 15/11 pág. 20 par. 6)

A expressão “a chama de Jah”, usada para descrever o amor, tem muito significado. O amor verdadeiro é “a chama de Jah” no sentido de que Jeová é o Originador desse tipo de amor. Ele criou o homem à sua imagem, com a capacidade de amar. (Gên. 1:26, 27) No momento em que Deus apresentou a primeira mulher, Eva, ao primeiro homem, Adão, o que Adão disse foi bem poético. Eva com certeza sentia uma ligação especial com Adão, de quem ‘havia sido tomada’. (Gên. 2:21-23) Visto que Jeová deu aos humanos a capacidade de mostrar amor, é realmente possível que um homem e uma mulher tenham amor constante e duradouro um pelo outro.

 

É uma chama inextinguível. O Cântico de Salomão ilustra belamente que o amor entre um homem e uma mulher pode ser “tão forte [infalível] como a morte”.

O que a leitura da semana me ensinou sobre Jeová?

CÂNT. DE SALOMÃO 2:7; 3:5. A camponesa não sentiu nenhuma atração romântica por Salomão. Além disso, ela colocou as damas da corte sob juramento no sentido de que não tentassem criar nela um amor que não fosse pelo jovem pastor. Não é possível nem apropriado sentir amor romântico por todo e qualquer tipo de pessoa. O cristão solteiro que deseja se casar deve procurar como pretendente apenas alguém que seja servo leal de Jeová. — 1 Coríntios 7:39.

**************************************************************

CÂNT. DE SALOMÃO 1:2, 3 — Por que as lembranças das expressões de afeto do pastor eram como vinho e seu nome como óleo? Assim como o vinho alegra o coração e ungir a cabeça com óleo é reconfortante, a recordação do amor do rapaz e de seu nome fortaleciam e consolavam a jovem. Os cristãos verdadeiros, em especial os ungidos, também encontram força e encorajamento ao refletirem sobre o amor de Jesus Cristo por eles.

**************************************************************

CÂNT. DE SALOMÃO 2:7; 3:5 — Por que as damas da corte foram colocadas sob juramento “pelas fêmeas das gazelas ou pelas corças do campo”? As gazelas e as corças são famosas por sua graciosidade e beleza. Assim, a jovem sulamita, em nome de tudo o que é gracioso e belo, obrigou as damas da corte a não tentarem despertar nela o amor indesejado.

**************************************************************

CÂNT. DE SALOMÃO 1:2; 2:6. Castas expressões de carinho podem ser apropriadas no namoro. Mas o casal deve cuidar que sejam manifestações de genuíno afeto e não de paixão impura, que pode levar à imoralidade sexual. — Gálatas 5:19.

Que pontos da leitura posso usar no serviço de campo?

CÂNT. DE SALOMÃO 1:6; 2:10-15. Os irmãos da sulamita não permitiram que a irmã deles fosse com o seu amado a um lugar isolado nas montanhas, mas isso não foi por ela ser imoral ou ter más intenções. Em vez disso, eles agiram com cautela para evitar que ela se colocasse numa situação que pudesse levar à tentação. A lição para os casais de namorados é que não devem ficar sozinhos em lugares isolados.

**************************************************************

CÂNT. DE SALOMÃO 2:1-3, 8, 9. Embora fosse bela, a jovem sulamita modestamente se comparava ‘apenas a um açafrão (uma flor comum) da planície costeira’. Por ela ser bela e fiel a Jeová, o jovem pastor a considerava um “lírio entre as plantas espinhosas”. E quanto a ele? Por ser bonito, ela o comparava a “uma gazela”. Ele também deve ter sido um jovem espiritualizado e devotado a Jeová. “Como a macieira [que dá sombra e alimento] entre as árvores da floresta”, diz ela, “assim é meu querido entre os filhos”. Não são a fé e a devoção a Deus qualidades desejáveis a se procurar num prospectivo cônjuge?

**************************************************************

CÂNT. DE SALOMÃO 4:1; 6:5 — Por que o cabelo da sulamita é comparado a uma “grei de caprídeos”? A comparação sugere que o cabelo dela era brilhoso e viçoso como o pêlo escuro das cabras.

**************************************************************

CÂNT. DE SALOMÃO 4:11 — O que é significativo na observação de que ‘os lábios da sulamita gotejavam mel de favo’ e que ‘debaixo de sua língua havia leite e mel’? O mel de favo é mais saboroso e doce do que o mel exposto ao ar. Essa comparação, bem como a idéia de que havia mel e leite debaixo da língua da jovem, enfatiza o tom cordial e agradável das palavras da sulamita.

**************************************************************

CÂNT. DE SALOMÃO 5:12 — Qual é a idéia por trás da expressão “seus olhos são como pombas junto aos regos de água, banhando-se em leite”? A jovem descrevia os belos olhos de seu amado. Talvez poeticamente comparasse a íris escura cercada pelo branco dos olhos a pombas azul-cinzentas se banhando no leite.

**************************************************************

CÂNT. DE SALOMÃO 5:14, 15 — Por que as mãos e as pernas do pastor são descritas desse modo? A moça, pelo visto, referia-se aos dedos do pastor como cilindros de ouro e às unhas como crisólito. Ela comparou as pernas dele a “colunas de mármore” porque eram fortes e belas.

**************************************************************

CÂNT. DE SALOMÃO 6:4, nota — Será que “Cidade Agradável” se refere a Jerusalém? Não. Refere-se a “Tirza”. Essa cidade cananéia foi capturada por Josué e, depois dos dias de Salomão, ela se tornou a primeira capital do reino setentrional de Israel, de dez tribos. (Josué 12:7, 24; 1 Reis 16:5, 6, 8, 15) “A cidade deve ter sido muito bonita”, diz uma obra de referência”.

**************************************************************

 

CÂNT. DE SALOMÃO 6:13, nota — O que é “a dança de dois acampamentos”? Essa expressão pode ser traduzida também por “dança de Maanaim”. A cidade com esse nome ficava na margem oriental do rio Jordão, perto do vale da torrente do Jaboque. (Gênesis 32:2, 22; 2 Samuel 2:29) “A dança de dois acampamentos” talvez se refira a certa dança que se realizava em Maanaim por ocasião de uma festividade.

**************************************************************

CÂNT. DE SALOMÃO 7:4 — Por que Salomão comparou o pescoço da sulamita a uma “torre de marfim”? Anteriormente, a moça havia recebido o seguinte elogio: “Teu pescoço é como a torre de Davi.” (Cântico de Salomão 4:4) Uma torre costuma ser alta e esguia, e o marfim é liso. Salomão ficou impressionado com a forma esguia e lisa do pescoço da sulamita.

**************************************************************

CÂNT. DE SALOMÃO 4:7. Por resistir às tentativas de sedução de Salomão, a sulamita, embora imperfeita, mostrou ter moral impecável. De modo que sua força moral realçou sua beleza física. Deve ser assim também no caso das mulheres cristãs.

**************************************************************

CÂNT. DE SALOMÃO 4:12. Como um belo jardim rodeado por uma cerca ou um muro, cujo acesso só poderia ser por um portão trancado, a jovem sulamita reservou suas ternas afeições apenas para seu futuro marido. Que belo exemplo para os cristãos solteiros, tanto homens como mulheres!

**************************************************************

A figura central do Cântico de Salomão é a sulamita. Outras pessoas mencionadas no poema são seu amado pastor CÂNT. DE SALOMÃO 1:7, e sua mãe e seus irmãos (1:6; 8:2), o Rei Salomão (3:11), as “filhas de Jerusalém” (as damas da corte de Salomão) e as “filhas de Sião” (mulheres residentes em Jerusalém) (3:5, 11). As pessoas podem ser distinguidas pelo que dizem sobre si mesmas ou o que se diz a elas.

**************************************************************

O pastor a quem ela amava também respeitava a sua conduta casta. Num certo momento pensou refletidamente que a sulamita era como “um jardim trancado”.CÂNT. DE SALOMÃO 4:12 No antigo Israel, os belos jardins continham uma agradável variedade de verduras, flores fragrantes e árvores majestosas. Esses jardins costumavam estar cercados por uma sebe ou por um muro, e só era possível entrar neles através dum portão fechado. (Isaías 5:5) Para o pastor, a pureza moral e o encanto da sulamita eram como tal jardim de rara beleza. Ela era inteiramente casta. As ternas afeições dela só estariam disponíveis ao futuro marido.

Anúncios

3 comentários sobre “ENCONTRE JÓIAS ESPIRITUAIS – DEST. DE CÂNTICO DE SALOMÃO 1-8 DA SEMANA DE 28 DE NOVEMBRO A 04 DE DEZEMBRO DE 2016

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s