ENCONTRE JÓIAS ESPIRITUAIS – ISAÍAS 29-33 DA SEMANA DE 9-15 DE JANEIRO DE 2017

apostila-12017

 

Is 30:21 — De que maneiras Jeová se comunica com seus servos? (Sentinela 15/08/14 pág. 21 parág. 2)

 

Hoje, Jeová orienta seu povo por meio da Bíblia, do seu espírito santo e da congregação. (Atos 9:31; 15:28; 2 Tim. 3:16, 17) As orientações que recebemos dele são tão claras que é como se ‘nossos ouvidos ouvissem atrás de nós uma palavra dizendo: “Este é o caminho. Andem nele.”’ (Isa. 30:21) Jesus também transmite a voz de Jeová para nós à medida que orienta a congregação por meio do “escravo fiel e prudente”. (Mat. 24:45) Precisamos levar a sério essa orientação porque nossa vida eterna depende de nossa obediência. — Heb. 5:9.

 

Is 33:22 — Quando e como Jeová se tornou Juiz, Legislador e Rei para a nação de Israel? (Sentinela 15/10/14 pág. 14 parág. 4)

 

O pacto da Lei entrou em vigor no monte Sinai em 1513 AEC. Por meio desse pacto, o Israel antigo foi colocado à parte como a nação escolhida de Deus. Jeová passou então a ser seu “Juiz”, seu “Legislador” e seu “Rei”. (Isa. 33:22) A história de Israel mostra o que acontece quando os justos padrões de Deus são respeitados e quando são ignorados. A Lei havia sido criada para impedir que a linhagem de Abraão fosse contaminada; prova disso era que ela proibia o casamento com pessoas pagãs e a participação na adoração falsa. — Êxo. 20:4-6; 34:12-16.

 

O QUE A LEITURA DA SEMANA ME ENSINOU SOBRE JEOVÁ?

 

ISAÍAS 29:1,2 diz: “Ai de Ariel, Ariel, a cidade onde Davi acampou!Continue ano após ano, Que continue o ciclo de festividades. Mas eu causarei aflição a Ariel, E haverá luto e lamentação; Ela se tornará para mim como o braseiro do altar de Deus.

“Ariel” possivelmente significa “A Lareira do Altar de Deus”, e aqui evidentemente refere-se a Jerusalém. Era ali que se localizava o templo com seu altar para sacrifícios. Também era o local em que os judeus seguiam a rotina de celebrar festividades e oferecer sacrifícios, mas Jeová não se agradava de sua adoração. (Oséias 6:6) Ao contrário, ele decretou que a própria cidade se tornaria uma “lareira do altar” num sentido diferente. Assim como um altar, haveria sangue escorrendo dela e ela ficaria sujeita ao fogo.

********************************************************

 ISAÍAS 29:17-24  “Os surdos” haveriam de “ouvir as palavras do livro”, a mensagem da Palavra de Deus. Sim, essa não seria uma cura da surdez física. Tratava-se de uma cura espiritual. Isaías apontava novamente para o estabelecimento do Reino Messiânico de Deus e a restauração da adoração verdadeira na Terra pelo domínio do Messias. Isso aconteceu em nosso tempo, e milhões de pessoas sinceras estão se deixando corrigir por Jeová e aprendendo a louvá-lo. Que emocionante cumprimento! Finalmente, virá o dia em que todos, toda coisa vivente, louvará a Jeová e santificará seu santo nome. — Salmo 150:6.

********************************************************

ISAÍAS 33:22 diz: “Porque Jeová é o nosso Juiz, Jeová é o nosso Legislador, Jeová é o nosso Rei; ele mesmo nos salvará.” Jeová aceita a responsabilidade de proteger e orientar seu povo, que o reconhece como Soberano Supremo. Essas pessoas se submetem voluntariamente ao seu domínio por meio do Rei messiânico, reconhecendo que Jeová tem autoridade não apenas para fazer leis, mas também para executá-las.Contudo, visto que Jeová ama a retidão e a justiça, seu domínio, por meio de seu Filho, não é um fardo para Seus adoradores. Ao contrário, eles ‘tiram proveito’ por se submeterem à sua autoridade. (Isaías 48:17) Jeová nunca abandonará os que lhe são leais. — Salmo 37:28.

 

QUE PONTOS DA LEITURA POSSO USAR NO SERVIÇO DE CAMPO?

 

ISAÍAS 30:15. Sermos salvos por Jeová requer que mostremos fé por ‘descansar’, ou nos refrear, de buscar a salvação por meios humanos. Por ‘ficarmos sossegados’, ou não termos medo, também mostramos confiança na capacidade de Jeová nos proteger.

********************************************************

ISAÍAS 30:20, 21. Nós ‘vemos’ a Jeová e ‘ouvimos’ a sua voz de salvação por acatarmos o que ele diz por meio de sua Palavra inspirada, a Bíblia, e por meio do “escravo fiel e discreto”. — Mateus 24:45.

********************************************************

ISAÍAS 32:9-11a A atitude dessas mulheres talvez nos faça lembrar daquelas pessoas que hoje afirmam servir a Deus mas não são zelosas no serviço dele. Elas se encontram nas religiões de “Babilônia, a Grande, a mãe das meretrizes”. (Apoc. 17:5) Por exemplo, os membros das religiões da cristandade agem de maneira muito parecida com a descrição dessas “mulheres”, feita por Isaías. São ‘despreocupados’, ou acomodados, em relação à condenação e à ‘agitação’ que logo os envolverá.

********************************************************

ISAÍAS 32:11b-13 A expressão “despi-vos e ponde-vos nuas” não significa necessariamente ficar totalmente despido. O costume antigo era usar duas roupas sobrepostas. A roupa de cima muitas vezes servia para identificar a pessoa. (2 Reis 10:22, 23; Apoc. 7:13, 14) Assim, a profecia ordena aos membros das religiões falsas que removam suas roupas de cima — sua pretensa identidade como servos de Deus — e se vistam de serapilheira, em símbolo de lamento por sua iminente condenação. (Apoc. 17:16) Não se encontram frutos piedosos entre as organizações religiosas da cristandade, que afirma ser a “vila rejubilante” de Deus, nem entre os outros membros do império mundial da religião falsa. Seu campo de atuação produz “apenas espinhos, espinheiros”, de negligência e abandono.

********************************************************

ISAÍAS 32:16, 17 Isso descreve muito bem a atual condição espiritual do povo de Jeová. Em contraste com a maioria da humanidade, dividida por ódio, violência e absoluta pobreza espiritual, os cristãos verdadeiros estão mundialmente unidos, mesmo sendo “de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas”. Eles vivem, trabalham e servem em harmonia com a justiça de Deus, fazendo isso na confiança de que, por fim, terão verdadeira paz e segurança por tempo indefinido.— Apoc. 7:9, 17.

********************************************************

ISAÍAS33:24 “Nenhum residente dirá: ‘Estou doente.’ O povo que mora na terra serão os a quem se perdoa seu erro”  A doença à qual Isaías se refere é, em primeiro lugar, espiritual, pois é relacionada com pecado, ou “erro”. Na primeira aplicação dessas palavras, Jeová prometeu que após a libertação do cativeiro em Babilônia, a nação seria curada em sentido espiritual. (Isaías 35:5, 6; Jeremias 33:6; note o Salmo 103:1-5.) Uma vez perdoados seus pecados, os judeus que teriam retornado restaurariam a adoração pura em Jerusalém.

********************************************************

ISAÍAS 29:3,4 diz: Terei de acampar-me contra ti em todos os lados, e terei de sitiar-te com uma paliçada e erigir contra ti obras de sítio. E terás de ficar rebaixada de modo que falarás desde a própria terra, e tua declaração soará baixo, como que do pó.” Isso se cumpriu para Judá e Jerusalém em 607 AEC, quando o exército babilônico sitiou e destruiu a cidade e queimou o templo. Jerusalém foi rebaixada ao nível do solo sobre o qual estava construída.

********************************************************

Numa pronúncia contra Jerusalém por causa da sua infidelidade, Jeová disse em ISAÍAS 29:4

Você será rebaixada E falará desde o chão; Suas palavras serão abafadas pelo pó.

Sua voz virá do chão Como a voz de alguém que invoca espíritos, E suas palavras serão sussurradas* desde o pó. Isto apontava para o tempo em que inimigos viriam contra Jerusalém e a reduziriam a uma condição muito baixa, como que esmagada na terra. Por conseguinte, quaisquer pronunciações que os habitantes de Jerusalém fizessem viriam lá do fundo do seu rebaixamento. Seria como se um médium espírita falasse de modo a fazer parecer que um som suave, abafado, baixo, sussurrante e fraco viesse do pó da terra. No entanto, conforme Isaías 29:5-8 mostra, Jerusalém seria liberta.

********************************************************

A Palavra de Deus, embora possa estar nos lábios dos iníquos, não atinge os aspectos mais íntimos de sua personalidade. Assim, a respeito dos iníquos, Jeremias 12:2 diz: “Continuam progredindo; também produziram fruto. Estás perto na sua boca, mas longe dos seus rins.” Isto se assemelha ao texto em ISAÍAS 29:13, citado por Jesus em Mateus 15:7, 8, que diz a mesma coisa sobre o coração do iníquo, mostrando assim que às vezes o “coração” e os “rins” são usados de maneira correspondente.

********************************************************

Os anciãos e os pais podem aprender da maneira de Jeová disciplinar, sempre procurando restabelecer os errantes no favor de Deus, e não simplesmente puni-los. (Isaías 28:26-29; note Jeremias 30:11.) EmISAÍAS 29:13 todos nós, incluindo os jovens, somos relembrados de como é vital servir a Jeová de coração, não simplesmente fingindo ser cristãos a fim de agradar a homens. Devemos mostrar que, ao contrário dos habitantes sem fé de Judá, temos temor saudável de Jeová e profundo respeito por ele. (Isaías 29:16) Além disso, precisamos demonstrar que estamos dispostos a ser corrigidos por Jeová e aprender dele. Isa. 29:24.

********************************************************

Como é consolador ouvir a promessa de Jeová em ISAÍAS 29:18 que diz: “Naquele dia os surdos hão de ouvir as palavras do livro, e dentre as trevas e dentre a escuridão até mesmo os olhos dos cegos verão.” De fato, Jeová traria cura espiritual ao seu povo disciplinado e arrependido. Desde que eles demonstrassem uma atitude receptiva e obediente, Jeová lhes daria orientações que significariam vida para eles.

********************************************************

ISAÍAS 30:1, 2a. diz: “‘Ai dos filhos obstinados’, é a pronunciação de Jeová, ‘os que estão dispostos a executar o conselho, mas não o procedente de mim; e a derramar uma libação, mas não com o meu espírito, a fim de acrescentar pecado a pecado; os que se põem a caminho para descer ao Egito’.” — Que choque para aqueles líderes conspiradores ver que seu plano fora revelado! Viajar ao Egito para fazer uma aliança com ele era mais do que uma ação hostil contra a Assíria; era uma rebelião contra Jeová Deus. Nos dias do Rei Davi, a nação recorria a Jeová como fortaleza, e se refugiava ‘na sombra das Suas asas’. (Salmo 27:1; 36:7) Agora ela ‘se abrigava no baluarte de Faraó’ e ‘se refugiava na sombra do Egito’. (Isaías 30:2b) Havia colocado o Egito no lugar de Deus! Que traição! — Leia Isaías 30:3-5.

********************************************************

O lugar mencionado em ISAÍAS 30:4, na denúncia de Jeová, daqueles que buscavam a ajuda do Egito. (Is 30:1-5) Sua localização é incerta. O texto pode ter diversos significados. Alguns comentadores acreditam que os “enviados” eram judeus, mandados para obter ajuda militar do Egito, e que estes chegaram a Hanes com tal missão. Outros sugerem que os enviados eram os de Faraó (mencionado em Is 30:3), retratado como acolhendo a delegação judaica quando chegou a Hanes. Qualquer que tenha sido o caso, Jeová mostrou que o Egito seria inútil como fonte de ajuda. — Is 30:5.

********************************************************

Quando oramos pedindo ajuda e a resposta não vem logo, o melhor é ser paciente e esperar em Jeová. De acordo com ISAÍAS 30:18 temos que nos lembrar de que ele também está sendo paciente, pois quer muito nos ajudar, mas sabe a hora certa de fazer isso. Jeová espera pacientemente “para mostrar [-nos] favor” e que “ele se erguerá para ter misericórdia [de nós]. Porque Jeová é Deus de julgamento. Felizes todos os que ficam à espera dele”.

********************************************************

ISAÍAS 30:28 diz: “Que o espírito de Jeová é como uma torrente inundante que chega até o pescoço, para sacudir as nações para lá e para cá com uma peneira de futilidade; e um freio, que faz vaguear, estará na queixada dos povos.” Os inimigos do povo de Deus seriam cercados por uma “torrente inundante”, sacudidos violentamente “para lá e para cá com uma peneira”, e domados por um “freio”. Seriam destruídos.

********************************************************

Isaías mais uma vez muda de tom ao descrever a condição feliz dos adoradores fiéis que um dia voltariam para a sua terra ISAÍAS 30:29 diz:  “Vireis a ter uma canção igual à da noite em que a pessoa se santifica para uma festividade, e alegria de coração igual à de alguém andando com uma flauta para entrar no monte de Jeová, até a Rocha de Israel.”Os cristãos verdadeiros hoje sentem uma “alegria de coração” similar, ao meditarem na condenação do mundo de Satanás, na proteção que Jeová, a “Rocha de salvação”, lhes dá e nas futuras bênçãos do Reino. — Salmo 95:1.

********************************************************

Depois da expressão de alegria, Isaías volta ao tema da condenação e identifica o alvo da ira de Deus. ISAÍAS 30:30,31 diz: “Jeová certamente fará ouvir a dignidade de sua voz e fará ver a descida do seu braço, na fúria da ira e na chama dum fogo devorador, e na pancada de chuva, e no temporal, e nas pedras de saraiva. Pois, por causa da voz de Jeová, a Assíria ficará aterrorizada; ele a golpeará até com uma vara.” Com essa vívida descrição, Isaías frisa a certeza de que Deus destruiria a Assíria. Na verdade, a Assíria estaria diante de Deus e tremeria ao ver a ‘descida de Seu braço’ de destruição.

********************************************************

É ao destemor do leão que Jeová Deus compara sua determinação de proteger seu povo. ISAÍAS 31:4,5, declara: “Assim como o leão ruge, sim, o leão novo jubado, sobre a sua presa, quando se convoca contra ele o pleno número de pastores, e apesar da voz deles não se aterroriza e apesar da comoção deles não se agacha, assim Jeová dos exércitos descerá para travar guerra pelo monte Sião . . . Defendendo-a [i.e., Jerusalém], também a há de livrar. Poupando-a, também terá de fazê-la escapar.” Isto nos ensine que Jeová assegura assim aos seus servos que ele se importa ativamente, em especial em face de adversidade.

********************************************************

ISAÍAS 32:3 diz: “Os olhos dos que vêem não ficarão grudados e os próprios ouvidos dos que ouvem atentarão.” Ao longo dos anos, Jeová tem feito provisões visando à instrução e o amadurecimento dos seus preciosos servos. A Escola do Ministério Teocrático e outras reuniões realizadas nas congregações das Testemunhas de Jeová em todo o mundo, os congressos de distrito, nacionais e internacionais, bem como o treinamento especializado que os “príncipes” recebem para tratar o rebanho com amor, têm contribuído para a edificação de uma irmandade global, unida, composta de milhões de pessoas. Onde quer que esses pastores estejam na Terra, seus ouvidos são bem receptivos a ajustes no entendimento da progressiva palavra da verdade. Com a consciência treinada pela Bíblia, estão sempre prontos para ouvir e obedecer. — Salmo 25:10.

********************************************************

ISAÍAS 32:4 diz: “O próprio coração dos apressados demais considerará o conhecimento e até mesmo a língua dos gagos se apressará a falar coisas claras.” Que ninguém seja apressado em tirar conclusões sobre o que é certo e o que é errado. A Bíblia diz: “Observaste o homem que é precipitado com as suas palavras? Há mais esperança para o estúpido do que para ele.” (Provérbios 29:20; Eclesiastes 5:2) Antes de 1919, até mesmo o povo de Jeová estava maculado por ideias babilônicas. Mas, a partir daquele ano, Jeová lhes deu um entendimento mais claro de seus propósitos. Eles têm percebido que Jeová não lhes revela apressadamente as verdades, mas sim de modo bem ponderado, e agora falam com plena convicção, não ‘gaguejando’ por causa da incerteza.

********************************************************

Desde meados do século 20, a imoralidade vem sendo praticada abertamente nos países da cristandade. Por quê? A profecia prediz um motivo em ISAÍAS 32:7 “Quanto ao homem sem princípios, seus instrumentos são maus; ele mesmo aconselhou atos de conduta desenfreada, para estragar os atribulados com declarações falsas, mesmo quando um pobre fala o que é direito.” Em cumprimento dessas palavras, muitos clérigos, em especial, têm adotado uma atitude permissiva para com o sexo pré-marital, a coabitação de pessoas não casadas, o homossexualismo — realmente, ‘fornicação e impureza de toda sorte’. (Efésios 5:3) Assim, eles ‘estragam’ seus rebanhos com declarações falsas.

********************************************************

ISAÍAS 32:16,17 diz: “No ermo há de residir o juízo e no pomar morará a própria justiça. E o trabalho da verdadeira justiça terá de tornar-se a paz; e o serviço da verdadeira justiça: sossego e segurança por tempo indefinido.” Isso descreve muito bem a atual condição espiritual do povo de Jeová. Em contraste com a maioria da humanidade, dividida por ódio, violência e absoluta pobreza espiritual, os cristãos verdadeiros estão mundialmente unidos, mesmo sendo “de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas”. Eles vivem, trabalham e servem em harmonia com a justiça de Deus, fazendo isso na confiança de que, por fim, terão verdadeira paz e segurança por tempo indefinido. — Apoc. 7:9, 17.

********************************************************

ISAÍAS 32:20 diz: “Felizes sois vós os que semeais junto a todas as águas, mandando embora os pés do touro e do jumento.” O touro e o jumento eram animais de carga usados pelo antigo povo de Deus para arar os campos e semear. Atualmente, o povo de Jeová usa equipamentos de impressão, instrumentos eletrônicos, prédios e transportes modernos e, acima de tudo, uma organização teocrática unida para imprimir e distribuir bilhões de publicações bíblicas. Trabalhadores dispostos usam esses instrumentos para espalhar as sementes da verdade do Reino por toda a Terra, literalmente “junto a todas as águas”. Milhões de homens e mulheres tementes a Deus já foram ceifados, e outras multidões estão se juntando a eles. (Apoc.14:15, 16) Todos esses devem realmente ser considerados “felizes”.

********************************************************

ISAÍAS 33:1 diz: “Ai de ti que assolas sem seres assolado, e tu que ages traiçoeiramente, sem que outros tenham agido traiçoeiramente contigo! Assim que tiveres acabado como assolador, serás assolado. Assim que terminares de agir traiçoeiramente, agirão traiçoeiramente contigo.” Isaías se dirigia diretamente ao assolador, a Assíria. No auge do poder, essa nação agressiva parecia invencível. Ela havia ‘assolado sem ser assolada’, devastando as cidades de Judá e até mesmo despojando a casa de Jeová de suas riquezas — fazendo isso com aparente impunidade. (2 Reis 18:14-16; 2 Crônicas 28:21) Mas havia chegado a hora de as coisas se inverterem. “Serás assolado”, declara Isaías corajosamente. Essa profecia era muito consoladora para os fiéis.

********************************************************

Em ISAÍAS 33:2,3 Isaías ora: “Ó Jeová, mostra-nos favor. Em ti temos esperado. Torna-te o nosso braço [de força e apoio] cada manhã, sim, a nossa salvação no tempo da aflição. Povos fugiram ao som do tumulto. Nações foram dispersadas quando te ergueste.” Apropriadamente, Isaías orou a Jeová pedindo que livrasse Seu povo, como já fizera muitas vezes. (Salmo 44:3; 68:1). Nós também podemos orar em beneficio dos nossos irmãos.

********************************************************

ISAÍAS 33:4 diz: “O despojo de vós [assírios] será realmente ajuntado como as baratas quando se ajuntam, como a investida de enxames de gafanhotos que investem contra alguém.” Judá conhecia os efeitos devastadores da invasão de insetos. Mas, naquela ocasião, os inimigos de Judá é que seriam devastados. A Assíria sofreria uma derrota humilhante, e seus soldados seriam forçados a fugir, deixando muito despojo para os habitantes de Judá. Era bem apropriado que a Assíria, conhecida por sua crueldade, fosse assolada. — Isaías 37:36.

********************************************************

ISAÍAS 33:23 diz: “Tuas cordas terão de pender soltas; não manterão seu mastro firmemente ereto; não estenderam nenhuma vela. Naquele tempo, até mesmo o despojo em abundância terá de ser dividido; os próprios coxos tomarão realmente um grande saque.” Qualquer inimigo que se aproximasse seria tão ineficaz e indefeso contra Jeová quanto um navio de guerra com o cordame solto, o mastro frouxo e sem velas. A destruição dos inimigos de Deus resultaria em tantos despojos que até os incapacitados participariam do saque. Assim, podemos ter confiança de que, por meio do Rei Jesus Cristo, Jeová triunfará sobre seus inimigos na vindoura grande tribulação. —Apoc. 7:14.

Anúncios

5 comentários sobre “ENCONTRE JÓIAS ESPIRITUAIS – ISAÍAS 29-33 DA SEMANA DE 9-15 DE JANEIRO DE 2017

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s