ENCONTRE JÓIAS ESPIRITUAIS – ISAÍAS 47-51 DA SEMANA DE 6 A 12 DE FEVEREIRO DE DE 2017

fevereiro1

Is 49:6 — O Messias foi enviado para pregar apenas para os israelitas. Então, em que sentido ele era uma “luz para as nações”? (Sentinela 15/01/07 pág. 9 parág. 8)

 

 

É assim devido ao que aconteceu depois da morte de Jesus. A Bíblia aplica Isaías 49:6 aos seus discípulos. (Atos 13:46, 47) Hoje, os cristãos ungidos, auxiliados por uma grande multidão de adoradores, servem como “luz das nações”, iluminando pessoas “até a extremidade da terra”. — Mateus 24:14;28:19, 20.

 

 

Is 50:1 — Por que Jeová perguntou aos israelitas: “Onde está o certificado de divórcio da sua mãe?” (Perspicaz vol. 1 pág. 731 parág. 6-7)

 

 

A relação matrimonial é usada de modo simbólico nas Escrituras. (Is 54:1, 5, 6; 62:1-6) Faz-se também referência ao divórcio, ou despedida da esposa, em sentido simbólico. — Je 3:8.

O reino de Judá foi derrubado e Jerusalém foi destruída em 607 AEC, sendo os habitantes do país levados ao exílio babilônico. Anos antes, Jeová dissera profeticamente aos judeus que então estariam no exílio: “Onde está o certificado de divórcio da sua mãe, a quem mandei embora?” (Is 50:1) A “mãe” ou organização nacional deles havia sido repelida por justa causa, não porque Jeová rompera seu pacto e iniciara o processo de divórcio, mas por causa da transgressão dela contra o pacto da Lei. Mas um restante dos israelitas se arrependeu e orou pela renovação da relação marital de Jeová com eles na sua pátria. Jeová, por causa do seu próprio nome, restabeleceu seu povo na sua pátria em 537 AEC, ao fim dos 70 anos de desolação, conforme prometido. — Sal 137:1-9.

 

 

O QUE A LEITURA DA SEMANA ME ENSINOU SOBRE JEOVÁ?

 

 

O Filho aprendeu de seu Pai durante sua existência pré-humana. A profecia registrada em ISAÍAS 50:4-6 revela que Jeová deu instrução específica a seu Filho sobre seu papel como Messias. Embora isso envolvesse ficar sabendo que o Ungido de Jeová passaria por algumas dificuldades, o Filho queria muito aprender. Mais tarde, quando Jesus veio à Terra e tornou-se adulto, ainda tinha prazer em ir à casa de seu Pai e participar na adoração e na instrução que Jeová desejava que fosse dada ali. A Bíblia relata que Jesus comparecia fielmente ao templo e à sinagoga. (Lucas 4:16; 19:47) Se queremos que nosso amor por Jeová continue vivo e cada vez mais forte, precisamos ser diligentes em assistir às reuniões cristãs, onde adoramos a Jeová e aprofundamos nosso conhecimento e apreço por ele.

***********************************************

É interessante que a profecia de Apocalipse a respeito da destruição de Babilônia, a Grande, nos faz lembrar as palavras proféticas em ISAÍAS 47:8, 9. Como a antiga Babilônia, a atual Babilônia, a Grande, diz: “Estou sentada como rainha, e não sou viúva, e nunca verei pranto.” Mas “as pragas dela virão num só dia, morte, e pranto, e fome, e ela será completamente queimada em fogo, porque Jeová Deus, quem a julga, é forte”. Assim, as palavras proféticas no capítulo 47 de Isaías constituem um aviso para os que ainda se afiliam à religião falsa. Para não serem destruídos junto com ela, devem acatar a ordem inspirada: “Saí dela”! Apoc. 18:4, 7, 8.

***********************************************

ISAÍAS 48:3 diz: Eu lhes anunciei há muito tempo as coisas que já aconteceram, Elas saíram da minha própria boca; Eu as divulguei. De repente eu agi, e elas se realizaram. “As primeiras coisas” eram as coisas que Deus já havia realizado, tais como libertar os israelitas do Egito e lhes dar a Terra Prometida como herança. (Gênesis 13:14, 15; 15:13, 14) Tais predições haviam saído da boca de Deus; eram de origem divina. Deus fazia com que os homens ouvissem seus decretos e o que ouviam devia induzi-los a ser obedientes. (Deuteronômio 28:15) Jeová agia repentinamente para cumprir suas predições. Ser ele o Todo-Poderoso garantia o cumprimento de seus propósitos. — Josué 21:45; 23:14.

***********************************************

A falta de fé dos judeus nas profecias de Jeová os impedia de acatar Seus avisos. É por isso que ele lhes diz a seguir: “Além disso não ouviste, nem soubeste, nem foi aberto teu ouvido daquele tempo em diante. Pois eu bem sei que, sem falta, agias traiçoeiramente e foste chamado de ‘transgressor desde o ventre’.” ISAÍAS 48:8 Os ouvidos de Judá estavam fechados para com as alegres notícias de Jeová. (Isaías 29:10) A conduta do povo pactuado de Deus indicava que a nação era ‘transgressora desde o ventre’. Desde o nascimento, e por toda a sua história, a nação de Israel acumulava antecedentes de rebeldia. As transgressões e as traições do povo eram faltas inveteradas, não meros pecados ocasionais. — Sal. 95:10; Mal.2:11.

***********************************************

Não havia mais nenhuma esperança? Havia, sim. Embora Judá fosse rebelde e traiçoeiro, Jeová sempre era verdadeiro e fiel. Pela honra de seu próprio grande nome, ele limitaria a vazão de sua ira. Diz ele emISAÍAS 48:9 “Por causa do meu nome controlarei a minha ira e por meu louvor me refrearei para contigo, para que não haja decepamento.” Que contraste! O povo de Jeová, tanto Israel como Judá, era infiel a Ele. Mas Jeová santificaria o seu nome, agindo de um modo que lhe rendesse louvor e honra. Por essa razão, ele não deceparia seu povo escolhido. — Joel 2:13, 14.

***********************************************

Jeová calorosamente apela a seu povo pactuado em ISAÍAS 48:12,13“Escuta-me, ó Jacó, e tu, Israel, meu chamado. Eu sou o Mesmo. Sou o primeiro. Além disso, sou o último. Ainda mais, a minha própria mão lançou o alicerce da terra e a minha própria direita estendeu os céus. Eu os chamo para que juntos se mantenham firmes.” Diferentemente do homem, Deus é eterno e não muda. (Malaquias 3:6) Em Apocalipse, Jeová declara: “Eu sou o Alfa e o Ômega, o primeiro e o último, o princípio e o fim.” (Apocalipse 22:13) Antes de Jeová não havia Deus todo-poderoso, e não haverá nenhum depois dele. Ele é o Supremo e Eterno, o Criador. A sua “mão” — seu poder aplicado — estabeleceu a Terra e estendeu os céus estrelados. (Jó 38:4; Salmo 102:25) Ao ‘chamar’ as suas criações, elas prontamente o servem. — Salmo 147:4.

***********************************************

Energizado pelo espírito de Jeová, o profeta Isaías declara em ISAÍAS48:16b,17 “O próprio Soberano Senhor Jeová [me enviou], sim, seu espírito. Assim disse Jeová, teu Resgatador, o Santo de Israel: ‘Eu, Jeová, sou teu Deus, Aquele que te ensina a tirar proveito, Aquele que te faz pisar no caminho em que deves andar.’” Essa amorosa expressão dos cuidados de Jeová deveria reforçar a confiança da nação de Israel de que Deus a libertaria de Babilônia. Ele seria seu Resgatador. (Isaías 54:5) O profundo desejo de Jeová era que os israelitas restaurassem sua relação com ele e atentassem aos seus mandamentos. A adoração verdadeira baseia-se na obediência às instruções divinas. Os israelitas seriam incapazes de andar no caminho certo, a menos que lhes fosse ensinado ‘o caminho em que deviam andar’. Hoje nós recebemos instruções de Jeová através da bíblia e do escravo fiel e prudente. Será que estamos andando no caminho certo?

***********************************************

ISAÍAS 48:17,18. Se recorrermos a Jeová em busca de salvação, se nos achegarmos a ele e obedecermos aos seus mandamentos, a nossa paz será abundante como as águas de um rio, e os nossos atos de justiça tão numerosos como as ondas do mar. Os que não acatam a Palavra de Deus são como “o mar revolto, quando não pode sossegar”. Eles não têm paz.

***********************************************

Em ISAÍAS 49:15 Jeová diz: “Pode a mulher esquecer-se de seu nenê, de modo a não se apiedar do filho de seu ventre?” Palavras hebraicas estreitamente relacionadas com o termo traduzido aqui como “apiedar” são usadas em relação à misericórdia no Salmo 145:8, 9. O sentimento que leva Jeová a ser misericordioso é comparável ao carinho que uma mãe que amamenta normalmente tem por seu bebê. Quando este está com fome ou tem outra necessidade, a mãe, movida pelos sentimentos de compaixão ou de empatia, atende às necessidades do filho. São esses mesmos ternos sentimentos que Jeová tem por aqueles a quem ele mostra misericórdia.

 

 

QUE PONTOS DA LEITURA POSSO USAR NO SERVIÇO DE CAMPO?

 

 

Num ambiente difícil, milhões de pessoas sinceras estão aprendendo a viver em verdadeira paz e harmonia uns com os outros. De que maneira? Por aceitar o caloroso convite registrado na Bíblia em ISAÍAS 48:17,18, que diz: “Eu, Jeová, sou teu Deus, Aquele que te ensina a tirar proveito, Aquele que te faz pisar no caminho em que deves andar. Oh! se tão-somente prestasses realmente atenção aos meus mandamentos! A tua paz se tornaria então como um rio e a tua justiça como as ondas do mar.” Podemos mostrar para o morador que quando aceitamos esse convite sincero, Jeová se torna, de certa forma, o nosso Benfeitor. Ele nos mostra como podemos “andar” em verdadeira paz e harmonia.

***********************************************

ISAÍAS 48:17 diz: “Eu, Jeová, sou teu Deus, Aquele que te ensina a tirar proveito.”

JEOVÁ DEUS sabe o que é melhor. Ninguém é superior a ele em pensamentos, palavras e ações. Por ser o nosso Criador, ele conhece as nossas necessidades e as supre em abundância. Certamente sabe instruir-nos. Podemos mostrar para o morador que quando aplicamos o ensino divino mesmo agora, tiramos proveito disso e usufruímos verdadeira felicidade.

***********************************************

Como seria bom se você prestasse atenção aos meus mandamentos! Então a sua paz se tornaria como um rio, e a sua justiça como as ondas do mar conforme relata ISAÍAS 48:17,18 Já parou para pensar em quanto encorajamento essas palavras nos dão? Nesse texto, Jeová nos lembra de que somos recompensados quando o obedecemos. Ele promete que seremos beneficiados de duas maneiras. Primeiro, nossa paz será contínua, serena e abundante, como um rio. Segundo, nossa justiça será como as ondas do mar. Se nós ficarmos numa praia observando as ondas ir e vir uma após outra, sem dúvida teremos a sensação de algo permanente. Nós sabemos que as ondas continuarão vindo e arrebentando naquela praia por incontáveis eras. Jeová diz que sua justiça — seu modo justo de agir — pode ser assim. Enquanto nós nos esforçamos para ser fiel a Deus, ele nunca permitirá que nós falhemos. (Leia Salmo 55:22.) Podemos perguntar para o morador: Já parou para pensar em como essas promessas são animadoras?

***********************************************

Que bênçãos haveria se Israel se arrependesse? Jeová diz em ISAÍAS48:19 “A tua descendência se tornaria como a areia, e os descendentes das tuas entranhas como os grãos dela. Não se deceparia nem se aniquilaria o nome da pessoa diante de mim.” Jeová lembrava ao povo a sua promessa de que o descendente de Abraão se tornaria numeroso, “como as estrelas dos céus e como os grãos de areia que há à beira do mar”. (Gênesis 22:17; 32:12) Mas esses descendentes de Abraão eram rebeldes e não tinham o direito de receber o cumprimento da promessa. De fato, seus antecedentes eram tão ruins que, pela própria Lei de Jeová, mereciam ser exterminados como nação. (Deut. 28:45) Ainda assim, Jeová não desejava aniquilar o seu povo, nem os abandonar totalmente. Os princípios englobados nessa poderosa mensagem se aplicam também aos atuais adoradores de Jeová. Podemos mostrar para o morador que Jeová é a Fonte da vida, e ele sabe melhor do que ninguém como devemos viver.

***********************************************

O Messias teria a boa vontade, ou aprovação, de Deus. Jeová lhe daria a autoridade e as credenciais necessárias para cumprir a sua missão. Assim, o futuro Messias diria, apropriadamente as palavras registradas em ISAÍAS 49:1 que diz: “Escutai-me, vós ilhas, e prestai atenção, vós grupos nacionais longínquos. O próprio Jeová me chamou até mesmo desde o ventre. Desde as entranhas de minha mãe ele tem feito menção do meu nome.” Essas observações do Messias são dirigidas a povos “longínquos”. Embora o Messias tivesse sido prometido ao povo judeu, seu ministério serviria para abençoar todas as nações. (Mateus 25:31-33) As “ilhas” e os “grupos nacionais”, Podemos mostrar para o morador que mesmo as outras nações não estando num pacto com Jeová, deveriam escutar o Messias de Israel, pois ele seria enviado para trazer a salvação para toda a humanidade.

***********************************************

Recorrer a homens em busca de salvação é o cúmulo da tolice. A profecia de Isaías explica por que em ISAÍAS 50:11 “Eis que todos vós os que acendeis um fogo, fazendo faíscas luzir, andais na luz do vosso fogo e entre as faíscas que acendestes. Certamente vireis a ter da minha mão o seguinte: Deitar-vos-eis em pura dor.” Líderes humanos vêm e vão. Um indivíduo carismático talvez capture a imaginação das pessoas por algum tempo. Mas até mesmo o humano mais sincero é limitado no que pode fazer. Em vez de acender um fogaréu, como seus apoiadores esperam, ele talvez consiga apenas produzir algumas “faíscas” que geram um pouco de luz e calor, mas logo se apagam. Podemos mostrar para o morador que por outro lado, quem confia em Jesus, o prometido Messias de Deus, jamais se desapontará.

Anúncios

4 comentários sobre “ENCONTRE JÓIAS ESPIRITUAIS – ISAÍAS 47-51 DA SEMANA DE 6 A 12 DE FEVEREIRO DE DE 2017

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s