ENCONTRE JÓIAS ESPIRITUAIS – JEREMIAS 25-28 DA SEMANA DE 17-23 DE ABRIL DE 2017

Jer. 27:2, 3 — O que mensageiros de várias nações estavam fazendo em Jerusalém, e por que Jeremias fez jugos para eles? (Jeremias pág. 27 parág. 21)

 

Esses mensageiros que estavam em Jerusalém, talvez o objetivo deles fossem convencer Zedequias a se juntar a eles contra Nabucodonosor.

 

Jeremias, porém, exortou Zedequias a se submeter à Babilônia. Em harmonia com isso, Jeremias deu cangas, ou jugos, aos mensageiros, como sinal de que as nações deles também deviam servir os babilônios.(Jer. 27:1-3, 14)

 

Obs. Essa posição de Jeremias não agradava o povo em geral, e seu papel de porta-voz com uma mensagem desfavorável ficou ainda mais difícil por causa de Hananias. Ele era um falso profeta que tinha afirmado publicamente em nome de Deus que o jugo babilônico seria quebrado. No entanto, a palavra de Jeová a Jeremias era de que em menos de um ano o impostor Hananias morreria. E foi isso o que aconteceu. — Jer. 28:1-3, 16, 17.

 

Jer. 28:11 — Como Jeremias mostrou bom senso quando Hananias ficou violento? O que isso nos ensina? (Jeremias pág. 187-188 parág. 11-12)

 

Depois de esse falso profeta Hananias contradizer a palavra profética de Jeová em público, Jeremias o corrigiu e explicou como reconhecer um profeta verdadeiro. Jeremias estava carregando uma canga, ou jugo, de madeira que simbolizava estar sob o jugo de Babilônia; Hananias ficou violento e quebrou o jugo. Sabe-se lá o que ele faria a seguir. Então Jeremias passou a seguir seu caminho.’ De fato, Jeremias foi embora. Mais tarde, orientado por Jeová, voltou e disse a Hananias o que Deus tinha determinado — submissão ao rei de Babilônia para os judeus e morte para Hananias. — Jer. 28:1-17.

 

Esse relato inspirado deixa claro que quando pregamos é bom equilibrar coragem com bom senso. Se em certa casa alguém se recusar a aceitar um raciocínio bíblico e ficar irado, até ameaçando partir para a violência, podemos sair educadamente e ir para a próxima casa. Não há necessidade de discutir com alguém sobre as boas novas do Reino. Por nos ‘restringir sob o mal’, deixamos a porta aberta para ajudar o morador numa ocasião mais favorável. — Leia 2 Timóteo 2:23-25; Pro. 17:14.

 

O QUE A LEITURA DA SEMANA ME ENSINOU SOBRE JEOVÁ?

 

JEREMIAS 25:3 “Durante estes anos, eu tenho recebido a palavra de Jeová. Tenho falado com vocês vez após vez, mas vocês não escutam.”Muitos pioneiros marcam seu passo durante o mês por planejarem gastar trinta horas por semana no ministério. Gostam de fazer as horas logo cedo, deixando alguns dias no fim do mês para outras coisas que talvez se tornem necessárias. Se fizer isso, então nunca chegará à reta da chegada, no fim do mês, em plena velocidade, ficando depois exausto no início da próxima volta, no mês seguinte. Começar devagar no serviço, faz com que cada mês seja uma corrida acelerada no fim, acontecendo amiúde que o pioneiro nem mesmo atinge o seu alvo de horas. Quanto melhor é terminar o mês com as horas devotadas ao ministério do campo bem adiantadas e pronto para ter um bom começo no mês seguinte.

**************************************************************

JEREMIAS 25:10,11 Porei fim ao som de exultação e ao som de alegria entre eles, à voz do noivo e à voz da noiva, ao som do moinho manual e à luz da lâmpada. E toda esta terra será reduzida a ruínas e se tornará um motivo de terror, e essas nações terão de servir ao rei de Babilônia por 70 anos.”’ A cristandade, como parte principal de Babilônia, a Grande, tornar-se-á uma ruína sem vida, conforme foi tão vividamente retratado pela condição desolada de Jerusalém depois de 607 AEC. A cristandade, que antes se alegrava animadamente e estava cheia do barulho cotidiano, encontrar-se-á vencida e abandonada.

**************************************************************

JEREMIAS 25:15,16  Pois assim me disse Jeová, o Deus de Israel: “Pegue da minha mão este cálice com o vinho do meu furor e faça com que todas as nações às quais envio você bebam dele. Elas beberão, ficarão cambaleando e agirão como loucos por causa da espada que estou enviando contra elas.” No sexto e no sétimo século AEC, Jeová usou a antiga Babilônia para servir um simbólico copo de tribulação a ser bebido por muitas nações, inclusive a apóstata Judá, de modo que até mesmo Seu próprio povo foi levado ao exílio. Babilônia, a Grande (O império mundial da religião falsa), também tem obtido conquistas, mas na maior parte estas têm sido mais sutis.

**************************************************************

JEREMIAS 25:34 diz: Lamentem, pastores, e clamem! Rolem no chão, majestosos do rebanho, Porque já chegou o dia para vocês serem abatidos e espalhados; Vocês cairão como um vaso precioso! Não importa quão desejáveis esses governantes possam ter parecido ao mundo iníquo, um só golpe com o cetro de ferro do Rei os despedaçará, como que destroçando um vaso atraente. Será assim como Davi profetizou a respeito do Senhor Jesus: “Jeová enviará de Sião o bastão da tua força, dizendo: ‘Subjuga no meio dos teus inimigos.’ O próprio Jeová, à tua direita, há de despedaçar reis no dia da sua ira. Executará julgamento entre as nações; causará uma plenitude de corpos mortos.” — Salmo 2:9, 12; 83:17, 18; 110:1, 2, 5, 6;

**************************************************************

JEREMIAS 25:34 diz: Lamentem, pastores, e clamem! Rolem no chão, majestosos do rebanho, Porque já chegou o dia para vocês serem abatidos e espalhados; Vocês cairão como um vaso precioso! A Cristandade (as religiões que se dizem cristãs) procuram base nas escrituras para dar apoio e assim escorarem na ostentação que a política corrupta desse mundo oferece. Mas se esquecem que Deus vai destruir esse sistema de Reis e Reinos (Governos) como mostra em Daniel 2:44 depois implantara para sempre seu Reino Santo. Mas esses lideres da cristandade preferem a corrupção política ao invés da santa neutralidade bíblica por que isso lhes é conveniente e vantajoso.

**************************************************************

As palavras adicionais de Jeová, em JEREMIAS 25:8,9, aplicam-se agora especificamente à cristandade, que falhou em viver segundo os padrões cristãos de justiça: “Portanto, assim disse Jeová dos exércitos: ‘Visto que não obedecestes às minhas palavras, eis que envio alguém e vou tomar todas as famílias do norte’, é a pronunciação de Jeová, ‘sim, enviando alguém a Nabucodorosor, rei de Babilônia, meu servo, e vou trazê-las contra esta terra e contra os seus habitantes, e contra todas estas nações ao redor; e vou devotá-los à destruição e fazer deles um assombro e objeto de assobio, e lugares devastados por tempo indefinido.’” Assim, começando com o professo povo de Deus, a cristandade, iniciar-se-á a grande tribulação, estendendo-se por fim a toda a Terra, a ‘todas as nações ao redor’.

**************************************************************

Jeremias profetizou em termos comparáveis a respeito da Jerusalém apóstata em JEREMIAS 25:10,11  “Eu vou destruir dentre eles o som de exultação e o som de alegria, a voz do noivo e a voz da noiva, o som do moinho manual e a luz da lâmpada. E toda esta terra terá de tornar-se um lugar devastado, um assombro.” A cristandade, como parte principal de Babilônia, a Grande, tornar-se-á uma ruína sem vida, conforme foi tão vividamente retratado pela condição desolada de Jerusalém depois de 607 AEC. A cristandade, que antes se alegrava animadamente e estava cheia do barulho cotidiano, encontrar-se-á vencida e abandonada.   

**************************************************************

Jeová declara, como lemos em JEREMIAS 25:10,11 “Eu vou destruir dentre eles o som de exultação e o som de alegria, a voz do noivo e a voz da noiva, o som do moinho manual e a luz da lâmpada. E toda esta terra terá de tornar-se um lugar devastado, um assombro.” Será deveras assombroso quando os templos majestosos e palácios luxuosos da cristandade forem derrubados. Quão extensiva será essa destruição? No tempo de Jeremias, a devastação de Judá e das nações vizinhas durou 70 anos, que o Salmo 90:10 descreve como uma duração típica da vida. A execução do julgamento por parte de Jeová, hoje em dia, será completa, eterna.

**************************************************************

Não é de admirar que o capítulo 25 de JEREMIAS conclua, nos versículos 37 e 38 , por dizer a respeito destes que egoistamente procuravam a paz apenas para si mesmos: “Os lugares pacíficos de permanência ficaram sem vida por causa da ira ardente de Jeová. Ele deixou seu abrigo como um leão novo jubado, porque a terra deles tornou-se um assombro, por causa da espada que maltrata e por causa da sua ira ardente.” Isso é deveras assombroso! Todavia, a ira ardente de Jeová certamente será expressa por meio Daquele que é descrito em Apocalipse 19:15,16, como o “Rei dos reis e Senhor dos senhores”, que pastoreia as nações com uma vara de ferro.

 

QUE OUTRAS JOIAS ESPIRITUAIS VOCÊ ENCONTROU NA LEITURA DA SEMANA?

 

Atualmente, como nos dias de Jeremias, o que marca a proximidade do fim de um sistema de coisas é o derramamento de torrentes de sangue inocente, notavelmente nas duas guerras mundiais deste século. Estas guerras foram travadas na maior parte por nações da cristandade, as quais afirmam adorar o Deus da Bíblia. Quanta hipocrisia! Podemos mostrar para o morador que não é de admirar que Jeová tenha enviado suas Testemunhas a elas, dizendo, nas palavras de JEREMIAS25:5,6 que diz: “Por favor, recuem cada um do seu mau caminho e das suas más ações . . . Não sigam outros deuses, nem os sirvam, nem se curvem diante deles, ofendendo-me com o trabalho das suas mãos, senão eu vou trazer calamidade sobre vocês.” Todavia, as nações da cristandade não recuaram. Isto tem sido demonstrado por elas oferecerem mais sacrifícios ao deus da guerra, na Coréia e no Vietnã.

**************************************************************

Em 607 AEC, a antes próspera terra de Judá foi tornada “um baldio desolado, sem habitante”, quando judeus cativos foram levados ao exílio em Babilônia e um restante deles fugiu para o Egito. (Je 9:11) O Deus de benignidade Jeová, porém, não iria deixar seu povo para sempre no exílio. Ele predisse que teriam “de servir ao rei de Babilônia por setenta anos”, após os quais ele libertaria um restante fiel, conforme o relato deJEREMIAS 25:11,12. E nem mesmo a aparentemente inexpugnável potência mundial de Babilônia poderia frustrar o propósito declarado de Deus. Podemos mostrar para o morador que o retorno dos exilados judeus demonstra a inerrante exatidão com que as profecias de Jeová se cumprem.

Anúncios

Um comentário sobre “ENCONTRE JÓIAS ESPIRITUAIS – JEREMIAS 25-28 DA SEMANA DE 17-23 DE ABRIL DE 2017

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s